NOTÍCIAS

Programa sanitário melhora índices reprodutivos das Fazendas Japaranduba

12/07/2013

O programa de manejo sanitário estratégico de bovinos da Merial, implantado na Japaranduba
Fazendas Reunidas, projeto especializado em criação de gado Nelore, em Muquém (BA), alcançou resultados expressivos neste ano de implantação. Um dos diretores da empresa Japaranduba, proprietária do projeto pecuário, Cláudio Paranhos, destaca os índices reprodutivos, especialmente importantes para um projeto pecuário voltado à comercialização de bovinos para abate.

De acordo com especialistas, com controle sanitário adequado, os animais podem expressar todo o seu valor genético, melhorar o ganho de peso, expressar desenvolvimento precoce para a reprodução e atingir taxa de mortalidade próxima a zero, de modo a garantir o lucro do pecuarista.

Desde o ano passado, o projeto implantou um programa de manejo sanitário estratégico em parceria com a Merial Saúde Animal: o Personal Vet. Trata-se de um serviço exclusivo aos clientes SOMA da Merial, que envolve um completo raio-x das propriedades, com avaliação detalhada das necessidades do rebanho, identificando e otimizando resultados econômicos e índices zootécnicos dos animais. Tudo isso, por meio de ações preventivas contra todas as enfermidades que podem acometer o rebanho bovino e treinamentos de peões e capatazes para práticas responsáveis de manejo e bem-estar animal.

De acordo com Paranhos, o planejamento sanitário estratégico possibilitou incremento na taxa de
prenhez do rebanho, que nesta estação de monta foi de 80,5%, contra 67% no mesmo período de
2006. O aumento na taxa de prenhez também foi identificado entre as novilhas que passou de 50% em 2006, para 72,14%, em 2007. A porcentagem de vacas de primeira cria no rebanho também subiu de 55% para 60% na mesma comparação. E, além disso, a média de idade para o primeiro cio baixou de 30 para 24 meses, ocorrendo por volta dos 300 kg.

"Muitas novilhas estão entrando no cio com 9,5 arrobas", comemora Paranhos. Mudamos alguns
conceitos, dando ênfase ao programa sanitário e nutricional. O ganho de peso dos bezerros foi
resultado basicamente do planejamento sanitário. Obtivemos lucros com ganhos das novilhas que
iniciam o cio com apenas 24 meses e 300 kg de média. Não se pode perder a oportunidade de valorizar as iniciativas positivas, que geram ganhos para a pecuária", completa o pecuarista.

Paranhos também afirma que uma das conseqüências da melhora de seus índices zootécnicos também é a valorização de seus animais, nos remate que promove. Cita como exemplo o remate que promoveu no mês de maio último, em que foram comercializados mais de 2 mil animais, com liquidez total e média de preço 15% superior à alcançada no ano anterior. "Além de tudo isso, registramos também incremento de 50% no volume de vendas gerais", garante o pecuarista.

O médico veterinário responsável pelo projeto, Francisco Lopes, coordenador de território da Merial na Bahia afirma que o próximo passo é aumentar o número de vacas de primeira cria. "Esse ainda é o principal gargalo, porém acredito que consigamos melhorar ainda mais este índice até o final do ano, quando o Programa estiver 100% implantado", afirma.

Mais informações: www.merial.com ou SAC 0800 888-8484.


NEWSLETTERS

Faça parte do nosso seleto banco de dados
e receba informações exclusivas.




PERNANBUCO
Tel.: 81 3467.6880
MINAS GERAIS
Tel.: 34 3314.1139
BAHIA
Tel.: 77 3698.1469